Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Padre indica que Sínodo da Amazônia vai mirar em Bolsonaro

Padre indica que Sínodo da Amazônia mira em Bolsonaro
COMPARTILHE

O evento do Vaticano é motivo de preocupação para o governo Bolsonaro. Igreja planeja definir diretrizes para preservação da Amazônia.

O Sínodo da Amazônia, que acontecerá entre os dias 6 e 27 de outubro, no Vaticano, terá um discurso forte contra o extrativismo e em defesa da preservação da floresta tropical.

É o que promete o padre colombiano Dario Bossi, que vive como missionário no Brasil e é membro da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), organização católica que reúne representantes dos oito países da região.

Em entrevista à agência ANSA, o sacerdote declarou:

“O Sínodo, naturalmente, não é um ato de política partidária. Mas, a partir de sua doutrina socioambiental, este Sínodo com certeza dirá palavras fortes sobre a urgência política de fazer crescer a Amazônia em um contexto de emergência climática e contra todos os tipos de extrativismo que a ameaçam.”

Bossi acrescentou que os recentes incêndios na Amazônia são um sinal “evidente” de que o governo do presidente Jair Bolsonaro prefere “financiar e favorecer projetos de grandes empresas e do latifúndio”.

“O projeto do governo é a expansão da monocultura, da soja e da criação de gado”, acrescentou o padre.

De acordo com a Santa Sé, o Sínodo da Amazônia terá como principal objetivo discutir novas formas de evangelização para recuperar o espaço perdido pela Igreja Católica na Amazônia, como a ordenação de indígenas casados como padres, mas também abordará a preservação da floresta.

O Sínodo terá como relator um brasileiro, o arcebispo emérito de São Paulo, cardeal Cláudio Hummes, mas é alvo de oposição dentro da própria Igreja, especialmente de conservadores, que alegam que o papa Francisco tem planos para interferir na soberania das nações.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários