Padre pede liberdade para Lula durante missa em Aparecida

Missa das 15h realizada na Basílica de Aparecida do Norte, neste domingo (20), contava com a presença de romaria organizada pelo Partido dos Trabalhadores.

Em missa no Santuário de Aparecida neste domingo (20), o ex-presidente Lula foi homenageado, com o pedido por sua libertação.

Como parte das tradições da missa católica, o padre João Batista de Almeida falou, durante a hora das Intenções:

Pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para que Nossa Senhora Aparecida o abençoe e dê muitas forças e se faça a verdadeira justiça para que o quanto antes ele possa estar entre nós, construindo com o nosso povo um projeto de país que semeie a justiça e a fraternidade, rezemos ao senhor.

De acordo com informações da Gazeta do Povo:

Procurada, a assessoria de imprensa do Santuário não se manifestou imediatamente sobre as razões para a homenagem feita pelo padre João Batista Almeida durante a missa, e se suas palavras foram redigidas por ele mesmo ou apresentadas pelos romeiros.

Segundo o PT, os romeiros vieram de várias localidades e a manifestação foi organizada pelo Movimento Mineiro de Fé e Política e pelo Fórum Político Inter-religioso. Eles vestiam camisetas vermelhas com a foto de Lula e carregavam faixas. Diversos registros em foto e vídeo mostram os manifestantes chegando em Aparecida e entrando na Basílica para a missa.

O ato foi planejado desde o começo de maio. No dia 3 de maio, a Arquidiocese de Aparecida divulgou nota sobre o pedido feito pelo PT para que a Basílica recebesse os romeiros, afirmando que o ato seria recebido de maneira democrática, sem apoio partidário.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia