Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Painel diz que ditadura da Venezuela comete crimes contra a humanidade

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Um painel de especialistas internacionais independentes, convocados pelo secretário-geral da OEA, Luis Almagro, concluiu nesta terça-feira (29) que há “fundamento suficiente” de crimes contra a humanidade na Venezuela.

O painel recomendou encaminhar as evidências à Procuradoria do Tribunal Penal Internacional (TPI) e afirmou:

Existe fundamento suficiente para considerar que foram cometidos crimes contra a humanidade na Venezuela, que remontam pelo menos a 12 de fevereiro de 2014.

Ao apresentar o relatório na sede da Organização dos Estados Americanos (OEA), o painel recomendou a Almagro remeter a situação da Venezuela à Procuradoria do TPI e solicitar “a abertura de uma investigação sobre os crimes de lesa humanidade”.

De acordo com informações do BOL:

O relatório de 400 páginas e mais 400 de anexos identifica 131 vítimas de assassinatos ocorridos durante os protestos contra o governo de Nicolás Maduro desde 2014, “perpetrados por membros das forças de segurança do Estado e/ou os coletivos”.

“As táticas utilizadas demonstram claramente um padrão com a intenção de matar”.

Além disso, aponta 8.292 execuções documentadas desde 2015. “Esse dado alarmante demonstra ainda mais o caráter sistemático e generalizado do crime de assassinato”, disse.

Também afirma que 12.000 venezuelanos estão “arbitrariamente detidos, presos ou sujeitos a outras severas privações de liberdade física desde as eleições presidenciais de 2013”, nas quais Maduro foi eleito sucessor de Hugo Chávez.

Segundo o relatório, 1.300 pessoas foram ou ainda estão detidas por sua oposição ao governo.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias