Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Países árabes aliados dos EUA acolhem plano de paz de Trump

Países árabes aliados dos EUA acolhem plano de paz de Trump
COMPARTILHE

Arábia Saudita afirmou “apreciar os esforços” dos EUA. A Palestina, por outro lado, teceu duras críticas.

O plano de paz para o Oriente Médio apresentado, nesta terça-feira (28), pelo presidente Donald Trump foi acolhido por países árabes aliados dos Estados Unidos.

O plano foi compartilhado em Washington na presença de vários embaixadores das nações árabes do Golfo.

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel, também estava presente e recebeu a iniciativa com entusiasmo.

As lideranças da Palestina e dos grupo terroristas aliados rejeitaram, no entanto, a proposta de Trump.

A Arábia Saudita afirmou “apreciar os esforços” dos EUA e, ao mesmo tempo, renovar seu “apoio inabalável” aos palestinos.

Para os Emirados Árabes Unidos, este plano representa um “importante ponto de partida” e merece uma “análise profunda”.

A Jordânia lembrou que “o único caminho para a paz” é o nascimento de um Estado palestino nas fronteiras de 1967.

A Liga Árabe, por outro lado, reagiu, nesta quarta-feira (29), classificando a proposta como “uma grande violação dos direitos legítimos dos palestinos”, como noticiou a agência AFP.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários