Português   English   Español
Português   English   Español

Países muçulmanos querem enviar militares para Gaza

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Reunidos em uma cúpula em Istambul, na Turquia, nesta sexta-feira (18), representantes de 57 países muçulmanos defenderam a criação de de “uma força de proteção internacional”, que seria enviada à Palestina.

A afirmação está no comunicado final da Organização de Cooperação Islâmica (OCI), que pede “proteção internacional para o povo palestino, inclusive com o envio de uma força de proteção internacional”.

De acordo com informações do Gospel Prime:

A OCI condenou o que chama de “ações criminosas das forças israelenses”, especialmente junto à fronteira com a Faixa de Gaza”. O texto também acusa o governo americano “de apoiar os crimes de Israel, inclusive protegendo-o no Conselho de Segurança da ONU”.

Para os países islâmicos, a transferência da embaixada dos EUA foi um “ato de provocação e de hostilidade contra o mundo islâmico”. Seu pedido é que ONU crie “de uma comissão de investigação internacional” sobre os incidentes desta semana, que deixaram mais de 60 mortos.

Esta foi a segunda reunião de emergência da OIC que o presidente turco, Recep Tayyip, promoveu desde que o presidente Donald Trump anunciou o reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel. Na primeira, eles reconheceram Jerusalém como capital apenas da Palestina.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias_

Pátria Educadora. Garanta sua vaga!