Países muçulmanos querem enviar militares para Gaza

Reunidos em uma cúpula em Istambul, na Turquia, nesta sexta-feira (18), representantes de 57 países muçulmanos defenderam a criação de de “uma força de proteção internacional”, que seria enviada à Palestina.

A afirmação está no comunicado final da Organização de Cooperação Islâmica (OCI), que pede “proteção internacional para o povo palestino, inclusive com o envio de uma força de proteção internacional”.

De acordo com informações do Gospel Prime:

A OCI condenou o que chama de “ações criminosas das forças israelenses”, especialmente junto à fronteira com a Faixa de Gaza”. O texto também acusa o governo americano “de apoiar os crimes de Israel, inclusive protegendo-o no Conselho de Segurança da ONU”.

Para os países islâmicos, a transferência da embaixada dos EUA foi um “ato de provocação e de hostilidade contra o mundo islâmico”. Seu pedido é que ONU crie “de uma comissão de investigação internacional” sobre os incidentes desta semana, que deixaram mais de 60 mortos.

Esta foi a segunda reunião de emergência da OIC que o presidente turco, Recep Tayyip, promoveu desde que o presidente Donald Trump anunciou o reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel. Na primeira, eles reconheceram Jerusalém como capital apenas da Palestina.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia