Palestina pode perder verbas caso continue promovendo ódio nas escolas

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Comissão de Controle Orçamentário do Parlamento da União Europeia aprovou uma alteração na lei e interromperá a transferência de financiamento caso a Autoridade Palestina continue “promovendo o ódio” nas escolas.

Há centenas de relatos de como as crianças que vivem nos territórios da Palestina são ensinadas desde a mais tenra idade a odiar Israel e os valores ocidentais.

A nova legislação determina que o programa pedagógico e o material didático financiados com fundos da União Europeia devem “refletir valores partilhados, como a paz, a liberdade, a tolerância e a não discriminação”.

O PEGASE (Mecanismo Palestino-Europeu para a Gestão da Ajuda Socioeconômica) é a principal fonte de financiamento da Autoridade Palestina com verbas provenientes da Europa. Segundo seu relatório mais recente, o órgão recebeu 155 milhões de euros, mas somente 3 milhões foram investidos no “Instrumento para a Estabilidade e a Paz”.

 

Com informações de: [GospelPrime]

Curta, siga e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
SIGA A RENOVA NO TWITTER

Deixe seu comentário...

Veja também...