Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Palocci explica esquema do PT para obter propinas através de Angola

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Palocci explica esquema do PT para obter propinas através de Angola
COMPARTILHE

O depoimento à CPI foi feito a portas fechadas e envelopadas para evitar que Palocci fosse filmado e fotografado.

O ex-ministro Antonio Palocci afirmou que a nota de risco de Angola foi rebaixada para permitir que o BNDES elevasse o volume de empréstimos que atendeu a obras da empreiteira Odebrecht no país africano.

Durante participação na CPI do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na última terça-feira (2), Palocci afirmou que tratava assuntos relativos ao banco diretamente com o ex-presidente da instituição Luciano Coutinho.

Esta foi a primeira vez que o ex-ministro falou na comissão instalada para investigar o uso do banco de fomento para alimentar o esquema de corrupção durante os governos do Partido dos Trabalhadores (PT).

Palocci falou por quase cinco horas e concentrou toda a sua narrativa no caso envolvendo Angola, informa o jornal Estadão.

De acordo com deputados, Palocci disse que a taxa de risco dos empréstimos para Angola foi rebaixada por uma “decisão política” que partiu “da Presidência da República” durante o governo Lula da Silva.

Segundo o ex-ministro, Lula teria permitido que um conjunto de empréstimos saltasse de R$ 600 milhões para R$ 1 bilhão. Os valores teriam rendido mais de R$ 60 milhões ao PT.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram