Português   English   Español
Português   English   Español

Palocci explica esquema do PT para obter propinas através de Angola

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Palocci explica esquema do PT para obter propinas através de Angola

O depoimento à CPI foi feito a portas fechadas e envelopadas para evitar que Palocci fosse filmado e fotografado.

O ex-ministro Antonio Palocci afirmou que a nota de risco de Angola foi rebaixada para permitir que o BNDES elevasse o volume de empréstimos que atendeu a obras da empreiteira Odebrecht no país africano.

Durante participação na CPI do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na última terça-feira (2), Palocci afirmou que tratava assuntos relativos ao banco diretamente com o ex-presidente da instituição Luciano Coutinho.

Esta foi a primeira vez que o ex-ministro falou na comissão instalada para investigar o uso do banco de fomento para alimentar o esquema de corrupção durante os governos do Partido dos Trabalhadores (PT).

Palocci falou por quase cinco horas e concentrou toda a sua narrativa no caso envolvendo Angola, informa o jornal Estadão.

De acordo com deputados, Palocci disse que a taxa de risco dos empréstimos para Angola foi rebaixada por uma “decisão política” que partiu “da Presidência da República” durante o governo Lula da Silva.

Segundo o ex-ministro, Lula teria permitido que um conjunto de empréstimos saltasse de R$ 600 milhões para R$ 1 bilhão. Os valores teriam rendido mais de R$ 60 milhões ao PT.

Compartilhe_

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias_

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email: