- PUBLICIDADE -

Papa Francisco sai em defesa da renda básica universal

Papa Francisco compara aborto com assassinato de aluguel
- PUBLICIDADE -

Papa disse que é preciso garantir protagonismo a todos e acesso universal a “terra, teto e trabalho”.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o Papa Francisco fez uma defesa enfática da criação de uma renda básica universal para trabalhadores precários, autônomos e informais.

Através de uma carta enviada a movimentos sociais, no último domingo (12), o chefe do Vaticano declarou:

“Vocês, trabalhadores precários, independentes, do setor informal ou da economia popular, não têm um salário estável para resistir a este momento. A quarentena é insuportável para vocês. Talvez tenha chegado o momento de pensar em uma forma de renda universal de base que reconheça e dê dignidade aos nobres e insubstituíveis trabalhos que vocês desenvolvem.”

De acordo com o Sumo Pontífice, é preciso criar um salário que seja capaz de “garantir e cumprir aquele slogan tão humano e cristão: nenhum trabalhador sem direitos”. 

Segundo a agência ANSA, o Papa Francisco completou:

“Vocês são, para mim, verdadeiros ‘poetas sociais’ que, das periferias esquecidas, criam soluções dignas para os problemas mais graves dos excluídos.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -