Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Paraguai denuncia ‘ideologização’ ao abandonar Unasul

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Paraguai denuncia 'ideologização' ao abandonar Unasul

O chanceler do Paraguai, Luis Alberto Castiglioni, disse que a União de Nações Sul-Americanas (Unasul) “fracassou profundamente pela ideologização à qual foi submetida” e que, portanto, “dá por terminada” a filiação de seu país.

Em declarações a veículos de imprensa nesta quarta-feira (6), o chanceler do Paraguai anunciou:

“A posição do Paraguai é liquidar, dar por terminada a Unasul, e isso é o que vou comunicar a meus colegas e amigos de outras nações.”

Segundo Luis Alberto Castiglioni, a organização, fundada em 2008, não cumpriu com a sua função integradora e caiu na manipulação “política” que a levou ao “fracasso”.

Com esta decisão, o Paraguai segue os passos da Colômbia e espera que outros membros da Unasul sigam o mesmo caminho.

No dia 22 de março, alguns presidentes de países da América do Sul se reunirão no Chile para discutir uma nova plataforma de integração regional.

Na reunião, organizada pelo presidente chileno Sebastián Piñera será debatida a criação de uma nova organização de integração entre os países da região.

O governo do Chile está promovendo a criação do Prosul, um novo organismo sul-americano que visa substituir a Unasul, praticamente inativa há três anos, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email