Paraguai fecha cerco contra facções brasileiras

Idiomas:

Português   English   Español
Paraguai fecha cerco contra facções brasileiras
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O governo do Paraguai vem fechando o cerco à expansão das facções criminosas brasileiras, em meio a uma guerra pelo controle do tráfico na fronteira.


A guerra na fronteira do Paraguai com o Brasil opõe há três anos o Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Comando Vermelho (CV), além de bandidos da região.

No ano passado, dados oficiais apontam que o país vizinho extraditou 97 presos brasileiros, 60% a mais que os 59 mandados de volta em 2017.

Autoridades paraguaias também investigam suspeitas de suborno a policiais para ajudar traficantes.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Desde o último mês de dezembro, um programa de cooperação entre as duas nações faz com que bandidos presos após cruzar a fronteira sejam rapidamente devolvidos.

No ano passado, foram extraditados alguns dos principais chefes do crime organizado, como Jarvis Chimenez Pavão, do PCC, e Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Piloto do CV.

De janeiro até o início deste mês, segundo o jornal Metrópoles, foram mais 15 expulsões, incluindo Fábio Souza Santos, o Geleia, também do CV.

Em três anos, o Paraguai passou do 5.º para o 2.º lugar em número de presos brasileiros no exterior, passando Japão, Portugal e Espanha. Agora, está atrás apenas dos Estados Unidos.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...