Português   English   Español

Paraplégico venezuelano tenta chegar à Colômbia

Paraplégico venezuelano tenta chegar à Colômbia
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Nas rodas de sua cadeira já se pode se ver os arames. Mas José Agustín López espera que ela aguente os 500 km que precisa percorrer para chegar a Bogotá e buscar a assistência médica que não tinha na Venezuela.


Seu filho, Jefferson Alexis, o empurra enquanto sobem as montanhas da Colômbia e o segura quando chegam à descida. O frio e o calor extremos, que se alternam com a mudança de geografia, são seus companheiros inseparáveis.

“Eu me vi na obrigação de tomar o rumo da Colômbia para conseguir todos os remédios de que preciso e um pouco de sustento para levar para casa”, explica José Agustín, 52 anos, à AFP.

Há 13 anos, ele perdeu a sensação em ambas as pernas em um acidente de estrada. Seu trabalho como mensageiro ficou no passado, e a vida em San Cristóbal, no oeste da Venezuela, começou a piorar quando o país do petróleo entrou em uma profunda crise econômica.

Como milhares de venezuelanos, pai e filho decidiram atravessar a fronteira com a Colômbia, buscando melhores condições de vida.

 

Adaptado da fonte AFP

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...