Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Paris proíbe drones para fiscalizar confinamento dos cidadãos

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Paris proíbe drones para fiscalizar confinamento dos cidadãos

Justiça da França disse que o uso de drones caracterizava um desrespeito grave e ilegal ao direito ao respeito à privacidade. 

Os drones da Secretaria de Segurança Pública de Paris não poderão mais sobrevoar a capital da França para verificar se a população está cumprindo as regras de flexibilização do confinamento. 

A decisão foi anunciada, nesta segunda-feira (18),pelo Conselho de Estado francês, que foi acionado pela Liga dos Direitos Humanos (LDH) e a Associação A Quadratura da Net.

Uma das principais preocupações é que os equipamentos possam filmar e identificar as pessoas nas ruas, considerado um desrespeito à privacidade e ao direito dos cidadãos de protegerem seus dados pessoais.

Por outro lado, o Ministério do Interior do governo Emmanuel Macron alega que os drones estão sendo utilizados para verificar a existência de reuniões de mais de dez pessoas antes de enviar policiais para dispersar os grupos.

A Justiça da França considerou que o uso dos drones era contrário às regras de proteção dos dados, caracterizando um desrespeito grave e ilegal ao direito ao respeito à privacidade. 

Por isso, para que os drones sejam utilizados novamente, será necessário equipá-los de um dispositivo que impossibilitem a identificação das pessoas filmadas, destaca o portal RFI.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias