95% do Parlamento da Hungria votou contra cotas de imigrantes impostas pela União Europeia

Português   English   Español
A barbed wire is seen in front of a European Union flag at an immigration reception centre in Bicske, Hungary June 25, 2015. REUTERS/Laszlo Balogh
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

A votação aconteceu na terça-feira (12) no parlamento húngaro e deixou claro que o país não vai aceitar imposições da União Europeia no seu sistema migratório.

A resolução foi aprovada com 142 votos a favor e apenas 3 deputados independentes votaram contra. Os socialistas, a Coalizão Democrática de Esquerda e o Partido Verde não participaram da sessão.

Szilard Nemeth, porta-voz do partido governista, disse que a ausência de alguns partidos demonstrou que toda “esquerda do país está dando apoio ao plano de Soros” e deixou claro quem está realmente lutando pela defesa dos interesses do povo húngaro.

Alguns dias atrás, a União Europeia entrou com processo na Suprema Corte para punir países rejeitando a cota mandatória de imigrantes, entre eles a Hungria.

Com informações de: (1)
SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...

SIGA A RENOVA