Partido Comunista formaliza banimento das criptomoedas na China

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Banco Central da China criminaliza criptomoedas na China.

O Partido Comunista Chinês (PCCh) declarou que as operações relacionadas a Bitcoin e demais criptomoedas agora são consideradas ilegais no país.

O anúncio foi feito em um comunicado oficial publicado, nesta sexta-feira (24), pelo Banco Popular da China (PBoC).

O texto destaca que as criptomoedas não têm o mesmo status legal que as moedas legais:

“As moedas virtuais como Bitcoin, Ether e Tether têm as principais características de serem emitidas por autoridades não monetárias, utilizando tecnologia de criptografia e contas distribuídas ou tecnologias semelhantes, e existem em formato digital. Elas não são legais e não devem e não podem ser usados ​​como moeda.”

Ainda no comunicado, o Banco Central chinês afirma que as atividades comerciais relacionadas aos ativos digitais “são atividades financeiras ilegais”:

“[A] Realização de negócios de câmbio legal e virtual, negócios de câmbio entre moedas virtuais, compra e venda de moedas virtuais como contraparte central, fornecimento de informações e serviços de intermediação de preços para transações de moeda virtual, financiamento de emissão de tokens, transações de derivativos de moeda virtual e outros relacionados à moeda virtual.”

Da mesma forma, a principal instituição financeira chinesa aproveitou o texto para alertar as corretoras internacionais de criptomoedas:

“Fornecer serviços por meio de criptomoedas no exterior para residentes chineses via Internet também é uma atividade financeira ilegal.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.