Partido da Suécia quer deportar 500 mil migrantes

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O partido direitista Alternativa para Suécia (AfS) quer enviar de volta pelo menos meio milhão de migrantes.

O líder do partido Gustav Kasselstrand acredita que esta é a única maneira de resolver os problemas da Suécia. Ele declarou:

Não é suficiente uma política de imigração restritiva. Não é suficiente querer parar a imigração. Para resolver os principais problemas sociais na Suécia, é preciso ousar falar sobre enviar de volta os migrantes em larga escala.

O líder direitista quer que todas as autorizações de residência concedidas desde o ano 2000 sejam reexaminadas. Segundo ele, o establishment não se atreve a abordar este assunto.

Para Kasselstrand, a integração foi um fracasso total. Dois dias atrás ele disse ao jornal Fria Tider:

A política de integração da Suécia tem sido um fracasso total há 30 anos. Todos os políticos falharam. Eles só queimaram o dinheiro dos nossos impostos. É por isso que um retorno rápido é importante.

O Alternativa para a Suécia ainda é um partido relativamente pequeno, mas, com o fortalecimento da direita no continente europeu, Renova Mídia acredita ser importante cobrir os passos desta agremiação política sueca.

Traduzido e adaptado de Fria Tider

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.