Partido direitista da Itália faz apelo pela vida de bebê britânico

Os parlamentares e os líderes da Liga apresentaram nesta terça-feira (24) um apelo, também assinado pelo secretário do partido, Matteo Salvini, ao governo da Itália na tentativa de ajudar a salvar a vida do bebê britânico Alfie Evans, que possui uma doença degenerativa.

O documento serve para “empenhar o governo a continuar a ação diplomática para evitar que os dispositivos médicos que o mantêm vivo sejam interrompidos e para permitir sua transferência para o hospital Gaslini de Gênova”.

De acordo com informações da revista Isto É:

Em nota, os membros do partido ultranacionalista afirmaram que não podem “permitir que nenhum juiz do Reino Unido considere sua vida fútil”.

O diretor do hospital de Gênova, Silvio Del Buono, explicou que sua equipe médica está preparada para receber o bebê de 23 meses. “Se há uma criança doente, o Gaslini está sempre lá, mas a decisão de uma possível transferência do pequeno Alfie não depende de nós”.

“Tratar e cuidar das crianças é parte da nossa missão”, acrescentou Buono ao falar sobre a ação da Liga, chamada de “Vamos salvar o pequeno Alfie!”.

A família do bebê britânico travou uma luta na justiça do Reino Unido para tentar transferir Alfie para o hospital Bambino Gesù, em Roma. Mas, o recurso foi negado e, ontem (23), a máscara de oxigênio foi retirada.

No entanto, o menino, que foi agraciado com a cidadania italiana, conseguiu sobreviver por mais de nove horas sem os aparelhos, algo considerado “impossível” para os médicos. Depois disso, o juiz de apelação do Supremo Tribunal do Reino Unido, Anthony Hayden, agendou uma nova audiência sobre o caso.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia