Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Partido do premiê de Israel lidera pesquisa das eleições antecipadas

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Partido do premiê de Israel lidera pesquisa das eleições antecipadas
COMPARTILHE

Uma pesquisa publicada nesta quinta-feira (27) pelo jornal “Israel Hayom” indica que o partido Likud, do premiê israelense, Benjamin Netanyahu, obteria uma cadeira a mais do que as 30 atuais e manteria com folga a liderança do Parlamento, o Knesset.

A plataforma de centro-esquerda União Sionista, que é hoje o segundo partido mais numeroso, com 24 das 120 cadeiras que o Parlamento tem, cairia para 7 parlamentares.

O segundo partido em intenções de voto seria o hipotético grupo que, conforme rumores, o centrista Benny Gantz, ex-chefe do Estado maior, quer fazer. Essa formação conseguiria 15 cadeiras.

A Lista Árabe Unida (que reúne os partidos árabes e o antigo Partido Comunista) perderia um dos 13 assento atuais.

O partido Yesh Atid, liderado pelo centrista Yair Lapid, e o nacionalista Lar Judaico, do titular de Educação, se igualariam, com 11 assentos cada um.

A formação do ministro de Finanças, Moshe Kahlon, Kulanu (Todos Nós) perderia cinco assentos dos dez que obteve em 2014, se as eleições fossem hoje.

A pesquisa, que será publicada na íntegra amanhã no “Israel Hayom” e foi encomendada após o anúncio das eleições antecipadas para 9 de abril, ouviu 507 adultos. A margem de erro é de 4,3%.

Adaptado da agência EFE
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram