Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Partido governista da Polônia condena marchas gays

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Partido governista da Polônia condena marchas gays

O país convictamente Católico se prepara para as eleições parlamentares de 13 de outubro.

O líder do partido conservador no governo da Polônia, Jaroslaw Kaczynski, afirmou que era preciso resistir ao “teatro viajante” das paradas do orgulho gay.

Em um evento de campanha na cidade de Stalowa Wola, neste domingo (18), Kaczynski declarou:

“A dura ofensiva, esse teatro viajante que está aparecendo em diferentes cidades para provocar e depois gritar: ‘nós que estamos sendo provocados por isso’. Precisa ser desmascarado e depois descartado.”

O partido governante Lei e Justiça (PiS) vem retratando os direitos LGBT como uma ideia ocidental perigosa que ameaça valores católicos tradicionais, informa a agência Reuters.

Kaczynski ressaltou que estava “agradecido” a um arcebispo polonês que disse neste mês que a Polônia estava cercada por uma “praga do arco-íris” de ativistas de direitos gays. O membro da Igreja Católica comparou estes militantes aos antigos governantes comunistas da Polônia.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email