Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Partidos de esquerda do Reino Unido rejeitam nova eleição

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

“É o único caminho a seguir para o nosso país”, disse Boris sobre a antecipação de eleições.

O Partido Trabalhista (PT) de Jeremy Corbyn e outras legendas de oposição no Reino Unido chegaram, nesta sexta-feira (6), a um acordo para não apoiar a proposta do primeiro-ministro Boris Johnson de convocar eleições antecipadas.

Os trabalhistas e outros partidos, entre eles os liberal-democratas e os nacionalistas da Escócia, concordaram em votar contra o pedido da antecipação eleitoral, informa a agência EFE.

O governo britânico indicou ontem que Boris voltará a pedir o apoio da Câmara dos Comuns na segunda-feira para convocar novo pleito — no próximo dia 15 de outubro — com o objetivo de superar a grave crise gerada pelo Brexit.

A primeira tentativa de antecipar a eleição foi frustrada pela oposição na última quarta-feira (4), que considerou prioritário aprovar antes o projeto de lei que exige ao Governo solicitar à UE uma prorrogação do Brexit, cuja data está marcada para o dia 31 de outubro.

Durante evento em uma Academia de Polícia de Yorkshire, nesta quinta-feira (5), Boris declarou:

“Não quero eleições, mas, francamente, não vejo outra maneira. É o único caminho a seguir para o nosso país. Temos que resolver este assunto da UE, temos que sair da UE em 31 de outubro.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email