Passageira a bordo de navio retido na Itália não tinha coronavírus

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Cerca de sete mil pessoas foram impedidas de desembarcar na cidade italiana de Civitavecchia.

Testes em uma passageira de Macau a bordo de um navio de cruzeiro bloqueado em um porto da Itália confirmaram, nesta quinta-feira (30), que ela não estava infectada com a nova variante de coronavírus.

A informação foi confirmada por um porta-voz do Ministério da Saúde da Itália.

Por motivos de segurança, cerca de sete mil pessoas foram impedidas de desembarcar na cidade italiana de Civitavecchia, ao norte da capital Roma.

A passageira era uma mulher de 54 anos, que desmaiou com febre e sintomas de gripe.

A passageira e seu parceiro foram colocados em uma unidade de isolamento do navio, mas os testes não apontaram a infecção por coronavírus, informa o portal EXTRA.

Horas atrás, o governo italiano anunciou a confirmação dos primeiros casos de coronavírus no país.

“Os dois casos confirmados são dois turistas chineses que vieram ao nosso país”, disse o premiê italiano Giuseppe Conte, como noticiou a RENOVA.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.