Paulo Preto teria recebido 173 milhões de propina em obras da prefeitura de SP

O acusado de operar para os tucanos do PSDB pode ter batido recorde de desvios na gestão de Gilberto Kassab (PSD).

O operador do PSDB, Paulo Preto, cobrava 5% de propina do valor de obras viárias da prefeitura de São Paulo, segundo delatores da Odebrecht.

De acordo com informações de O Antagonista:

Somente para obras da prefeitura de São Paulo, entre 2008 e 2011, durante a gestão de Gilberto Kassab, o operador tucano teria embolsado 173 milhões de reais, de acordo com um levantamento da Folha.

Os advogados de Paulo Preto, preso no início de abril, negam. Disseram ao jornal que se trata de vingança porque, como diretor da Dersa, o seu cliente era muito “exigente” com a execução das obras.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia