Português   English   Español
Português   English   Español

Paulo Preto recebe a pena mais alta da história da Lava Jato

Paulo Preto recebe a pena mais alta da história da Lava Jato
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A juíza Maria Isabel do Prado, da 5.ª Vara Criminal Federal de São Paulo, aplicou a mais alta pena da Operação Lava Jato ao condenar o operador tucano Paulo Preto a 145 anos e oito meses de prisão.

A sentença foi publicada nesta quarta-feira (6) em ação sobre desvios de R$ 7,7 milhões que deveriam ser aplicados na indenização de moradores impactados pelas obras do Rodoanel Sul e da ampliação da avenida Jacu Pêssego.

O ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, apontado como operador do PSDB, está preso desde 19 de fevereiro, capturado pela Lava Jato do Paraná, por suspeita de lavagem de dinheiro.

A psicóloga Tatiana Arana de Souza Cremonini, filha de Vieira de Souza, pegou 24 anos e três meses de prisão pelos mesmos crimes atribuídos a seu pai.

O ex-chefe do Assentamento da Dersa, José Geraldo Casas Vilela, também foi condenado a mesma pena de Paulo Vieira de Souza: 145 anos e oito meses de prisão por peculato e associação criminosa.

A ex-funcionária da Dersa, Mércia Ferreira Gomes, pegou 12 anos e 15 dias de prisão também por peculato e associação criminosa. Sua pena, no entanto, foi substituída por restritivas de direito.

A magistrada Maria Isabel do Prado concedeu perdão judicial à ré Márcia Ferreira Gomes, irmã de Mércia, registra o Estadão.

Ainda nesta quarta-feira (6), a força-tarefa da Operação Lava Jato pediu a suspeição do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), dos casos envolvendo o operador tucano Paulo Preto, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...