Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Pazuello admite ‘colapso da saúde’ em Manaus

‘Médico é soberano’, diz Pazuello sobre uso da cloroquina
COMPARTILHE

“Há diminuição da oferta do oxigênio”, diz o ministro da Saúde do governo Bolsonaro.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, comentou, nesta quinta-feira (14), sobre o agravamento da pandemia de coronavírus no Amazonas

Pazuello disse que a crise se deve a três fatores: 

  • Ciclo sazonal e o período chuvoso.  
  • Falta de tratamento precoce.  
  • Infraestrutura hospitalar de atendimento especializado reduzida.  

A declaração foi feita na live semanal do presidente da República, Jair Bolsonaro.  

Pazuello declarou: 

“Se juntar esses dois fatores e colocar o clima, você vai ter uma grande procura por estrutura e por tratamento especializado. Nesse modelo, têm duas grandes faltas: recursos humanos e oxigênio.” 

O ministro disse ainda considerar que há um “colapso” na região: 

“Considero que, sim, há um colapso hoje no atendimento da saúde em Manaus. A fila para leito cresce bastante, hoje estamos com 480 pessoas na fila, e há diminuição da oferta do oxigênio.” 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
2 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Maria
Maria
1 mês atrás

LEMBREMOS: a gestão da pandemioa está nas mãos dos governadores. Esse governador de Manaus ou é muito corrupto, ou muito incompentente. Ou as duas coisas. No início do gopverno Bolsonaro, deixou o sistema penitenciário de Manaus colapsar. Agora, a saúde. QWual será o próximo colapso que criará?

Carlos Henrique
Carlos Henrique
1 mês atrás

Deveria haver uma intervenção FEDERAL lá. Prender todos os vereadores juíses, secretariado. É assim que se resolve as coisas. E que o STF que vá para a PQP