- PUBLICIDADE -

Pazuello escapa de punição do Exército após ato com Bolsonaro

Pazuello diz ao Exército que não cometeu ‘transgressão militar’
- PUBLICIDADE -

Ex-ministro da Saúde não foi punido pelo Exército após ato com Bolsonaro no Rio.

O Exército Brasileiro informou, nesta quinta-feira (3), que decidiu não punir o general Eduardo Pazuello por participação em ato com o presidente da República, Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro, no último dia 23 de maio.

A punição contra Pazuello poderia ser uma advertência ou até mesmo prisão. 

O processo disciplinar contra o ex-ministro da Saúde, no entanto, foi arquivado. A decisão foi tomada pelo comandante Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira

Não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar“, diz a nota do Exército.

O Regulamento Disciplinar do Exército e o Estatuto das Forças Armadas proíbem a participação de militares da ativa em manifestações políticas.

No entanto, segundo o comando do Exército, o ato de motociclistas no Rio de Janeiro não foi considerado como uma manifestação política.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -