Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PDT fecha questão contra reforma da Previdência

PDT fecha questão contra reforma da Previdência
COMPARTILHE

Dono de uma bancada com 32 parlamentares — 28 deputados federais e 4 senadores, o PDT decidiu nesta segunda-feira (18) fechar questão contra a Nova Previdência proposta pelo governo Bolsonaro.

O presidente do partido, Carlos Lupi, enviou um alerta claro aos seus parlamentares: quem não votar contra a reforma da Previdência estará sujeito a suspensão ou expulsão do PDT.

A decisão foi tomada em reunião na sede do partido em Brasília, informa o Congresso em Foco.

Lupi afirma que o PDT não é contra uma reforma do sistema previdenciário brasileiro, mas que o texto da equipe do Ministro da Economia, Paulo Guedes, tem “vícios originais” que impedem o apoio da sigla.

Carlos Lupi afirmou:

“O governo apresenta para a sociedade uma conta falsa do déficit previdenciário. Se o governo quiser fazer qualquer proposta de reforma da Previdência, tem que apresentar as contas verdadeiras com transparência.”

A sigla de viés esquerdista se junta ao Partido dos Trabalhadores (PT) na oposição formal ao projeto de reforma previdenciária.

Lideranças do PT participaram de reunião, na última quinta-feira (14), onde ficou definido a estratégia da legenda para impedir o avanço da “cruel reforma da Previdência”, como você viu na RENOVA.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários