Português   English   Español
Português   English   Español

Pedido de impeachment de Toffoli e Moraes apresentado no Senado

Pedido de impeachment de Toffoli e Moraes apresentado no Senado
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Para o autor do pedido, Toffoli promoveu uma “onda de abusos persecutórios” desde a edição da portaria que deu início ao inquérito da censura.

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou na noite desta terça-feira (23) pedido de abertura de processo de impeachment dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli e Alexandre de Moraes, por crime de responsabilidade.

Caberá ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), engavetar, rejeitar ou dar andamento à ação. Contudo, como ele vem resistindo a criar a CPI da Lava Toga, proposta pelo mesmo senador, sob o argumento de que não que quer abrir uma crise entre o Legislativo e o Judiciário, é bem provável que os pedidos de impeachment tomem o mesmo rumo.

Este é o oitavo requerimento de impeachment de ministro do Supremo apresentado em 2019. Há outros cinco requerimentos do ano passado na Casa.

Toffoli é o principal alvo, com quatro pedidos individuais. Gilmar Mendes é o segundo, com três pedidos.

Como contraponto, também foi divulgado nesta terça-feira um manifesto em defesa do Supremo, assinado por quase 500 juristas, como noticiou a RENOVA.

Para o autor do pedido de impeachment, Toffoli agiu de maneira arbitrária, “em claro abuso de poder e sem fundamento legal”, ao abrir um inquérito por iniciativa própria para apurar, segundo o ministro, fake news, ameaças e crimes contra a honra de integrantes da corte, informa o Congresso em Foco.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...