PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Perseguição a conservadores na Argentina por críticas ao aborto

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Rede internacional de clínicas de aborto financia perseguição na Argenitna.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Organizações, partidos e pessoas que rejeitam a lei de aborto e a ideologia de gênero na Argentina tornaram-se alvos de uma campanha persecutória.

Seis jornalistas do país da América do Sul lançaram uma lista com aproximadamente 400 nomes, além de fotos, biografias e links pessoais.

As jornalistas são financiadas com recursos da International Planned Parenthood Federation (IPPF), maior conglomerado de clínicas de aborto do planeta

A publicação com os dados dos conservadores foi feita em um site chamado de “Reaccion Conservadora” no último domingo (13).

No entanto, após inúmeras críticas, o portal acabou saindo do ar.

A rede internacional de clínicas de aborto se comprometeu a cobrir os custos do “trabalho” das jornalistas por cinco meses, além do desenvolvimento de uma página web”. 

Além da lista, segundo o jornal Gazeta do Povo, elas escreveram uma série de reportagens para “ver como se move esta articulação conservadora na Argentina a partir de diferentes espaços”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.