Português   English   Español
Português   English   Español

Perseguição aos cristãos atinge níveis de genocídio

Perseguição aos cristãos atinge níveis de genocídio
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A perseguição religiosa contra cristãos em algumas partes do mundo está próxima dos níveis de “genocídio”, segundo um relatório ordenado pelo ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Jeremy Hunt.

O relatório, liderado pelo bispo de Truro, reverendo Philip Mounstephen, estimou que uma em cada três pessoas sofre de perseguição religiosa, sendo os cristãos o grupo religioso mais perseguido.

O chanceler do Reino Unido acredita que o “politicamente correto” vem fazendo com que esta perseguição aos cristãos não seja confrontada de forma adequada.

“O que nós esquecemos nessa atmosfera politicamente correta é que os cristãos que estão sendo perseguidos são algumas das pessoas mais pobres do planeta”, afirmou Jeremy Hunt.

O documento informa que o principal impacto dos “atos genocidas contra os cristãos é o êxodo” e que o Cristianismo está enfrentando a ameaça de extermínio em partes do Oriente Médio.

Ainda de acordo com o texto, a religião cristã “está em risco de desaparecer” em algumas partes do mundo.

Os cristãos na Palestina, por exemplo, representam menos de 1,5% da população, enquanto no Iraque eles caíram de 1,5 milhão antes de 2003 para menos de 120 mil.

“A evidência mostra não apenas a expansão geográfica da perseguição anticristã, mas também sua crescente severidade”, escreveu o bispo.

“Em algumas regiões, o nível e a natureza da perseguição está chegando perto de atender à definição internacional de genocídio, de acordo com a adotada pela ONU”, acrescentou o reverendo, segundo a BBC.

A associação Portas Abertas, fundada em 1955, publica a cada ano o índice mundial de perseguição contra cristãos.

O índice do ano de 2019 mostra que entre o dia 1º de novembro de 2017 e 31 de outubro de 2018, 245 milhões de cristãos foram fortemente perseguidos, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...