Peru pretende ampliar investigação sobre a empreiteira Odebrecht

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A promotoria do Peru espera receber até julho informações do Brasil que servirão para fortalecer e ampliar a investigação sobre casos de corrupção de empresas brasileiras no país.

A investigação de casos de suborno no Peru envolveu os governos dos últimos quatro presidentes peruanos, principalmente graças a declarações de executivos de empresas brasileiras e mesmo do ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht.

De acordo com informações da Reuters Brasil:

O envio da informação, contida no chamado caixa 2 da empreiteira Odebrecht que registrava o pagamento de propinas a vários políticos da América Latina, será resultado de um acordo recente firmado entre as procuradorias do Peru e do Brasil, disse Sánchez em entrevista coletiva para a imprensa estrangeira.

“Esperamos que seja no final de junho ou em julho em todo caso… o que pedi a eles é que seja o mais rápido possível”, disse Sánchez. “O compromisso da Procuradoria-Geral do Brasil é que vão seguir colaborando conosco no tema da investigação”, disse.

“Esta informação servirá para enriquecer com elementos de convicção os casos já abertos, mas também, acreditamos, para abrir novas linhas de investigação a partir do processamento desses dados”, disse o promotor Hamilton Castro, que investiga o caso da Odebrecht, que também participou da coletiva.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.