Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Pesquisa brasileira sobre cloroquina pode ter resultado rápido

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Pesquisa brasileira sobre cloroquina pode ter resultado rapido
Imagem: CRAIG LASSIG / REUTERS

“Eu torço muito que funcione, e em todo mundo”, diz médico do Hospital Albert Einstein.

Um estudo clínico do Brasil sobre um tratamento para o novo coronavírus baseado na cloroquina pode apresentar resultados dentro de duas semanas.

A análise da hidroxicloroquina, que está sendo liderada pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo, em conjunto com outros hospitais brasileiros, começou na segunda-feira (23). 

Os pesquisadores brasileiros estão testando a eficácia do medicamento em combinação com o antibiótico azitromicina em pacientes com a Covid-19, doença respiratória causada pelo coronavírus.

Os presidentes Donald Trump, dos Estados Unidos, e Jair Bolsonaro, do Brasil, têm promovido a cloroquina como um dos possíveis tratamentos para infecções por coronavírus.

Em entrevista à agência Forbes, nesta quarta-feira (25), Luiz Vicente Rizzo, médico do Hospital Albert Einstein, declarou:

“Por enquanto é só ‘wishful thinking’, tanto dele quanto do Trump. Daqui algumas semanas, se tudo der certo, com um pouco de sorte nós vamos conseguir responder se funciona primeiro, para quem funciona depois, e em que condições funciona. Eu torço muito que funcione, e em todo mundo.”

Na manhã desta quinta-feira (26), o presidente Bolsonaro zerou o imposto de importação de vários medicamentos, inclusive a cloroquina.

Ontem, o Ministério da Saúde autorizou médicos a utilizarem a cloroquina para tratar casos graves da infecção causada pelo coronavírus, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias