Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Pesquisa brasileira sobre cloroquina pode ter resultado rápido

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Pesquisa brasileira sobre cloroquina pode ter resultado rapido
Imagem: CRAIG LASSIG / REUTERS
COMPARTILHE

“Eu torço muito que funcione, e em todo mundo”, diz médico do Hospital Albert Einstein.

Um estudo clínico do Brasil sobre um tratamento para o novo coronavírus baseado na cloroquina pode apresentar resultados dentro de duas semanas.

A análise da hidroxicloroquina, que está sendo liderada pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo, em conjunto com outros hospitais brasileiros, começou na segunda-feira (23). 

Os pesquisadores brasileiros estão testando a eficácia do medicamento em combinação com o antibiótico azitromicina em pacientes com a Covid-19, doença respiratória causada pelo coronavírus.

Os presidentes Donald Trump, dos Estados Unidos, e Jair Bolsonaro, do Brasil, têm promovido a cloroquina como um dos possíveis tratamentos para infecções por coronavírus.

Em entrevista à agência Forbes, nesta quarta-feira (25), Luiz Vicente Rizzo, médico do Hospital Albert Einstein, declarou:

“Por enquanto é só ‘wishful thinking’, tanto dele quanto do Trump. Daqui algumas semanas, se tudo der certo, com um pouco de sorte nós vamos conseguir responder se funciona primeiro, para quem funciona depois, e em que condições funciona. Eu torço muito que funcione, e em todo mundo.”

Na manhã desta quinta-feira (26), o presidente Bolsonaro zerou o imposto de importação de vários medicamentos, inclusive a cloroquina.

Ontem, o Ministério da Saúde autorizou médicos a utilizarem a cloroquina para tratar casos graves da infecção causada pelo coronavírus, como noticiou a RENOVA.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram