Pesquisador diz que cidade perdida de Atlântida está em Israel

Idiomas:

Português   English   Español
Pesquisador diz que cidade perdida de Atlântida está em Israel
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O pesquisador da bíblia e escritor, Ryan Pitterson, acredita que a cidade perdida de Atlântida nunca desapareceu e que seus destroços ainda podem ser encontrados no território israelense.


Descrita pelo antigo filósofo grego Platão em aproximadamente 350 a.C., a Atlântida era uma ilha mítica que, devido a um desastre natural devastador, acabou afundando em algum lugar do mar Mediterrâneo ou do oceano Atlântico.

Focado no pensamento e teologia hebraicos antigos, Ryan Pitterson alega que há certas ligações entre a narrativa de Platão sobre a cidade perdida de Atlântida e as histórias dos gigantes bíblicos conhecidos como os nefilins.

Os nefilins eram descendentes da relação entre os “filhos de Deus” e as “filhas dos homens”, o que significa que eram criaturas metade humanas e metade angelicais.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Pitterson, que escreveu o livro “Julgamento dos Nefilins”, garantiu que a história dos nefilins coincide com a do deus grego Poseidon, que alegadamente teve filhos com uma mulher humana em Atlântida.

Representação do deus grego Poseidon.

Em entrevista, segundo o Sputnik, o pesquisar declarou:

“Um exemplo que realmente se destacou para mim foi a descrição da Atlântida de Platão. É quase notável como é semelhante a Ezequiel 31, que descreve a ascensão deste anjo caído procriando com muitos filhos e tendo um reino com uma abundância de recursos e rios, bem como um poder militar e, em seguida, isso se ter desmoronado. No relato de Platão, foi o deus grego Poseidon quem se apaixonou por uma mulher humana e a engravidou.”

De acordo com o escritor, a descrição de Platão da cidade perdida corresponde aos registros bíblicos da misteriosa estrutura circular de pedra Galgal Refaim, que foi construída em cerca de 3000 a.C. e é mais conhecida como “Stonehenge do Oriente Médio”.

Segundo o canal History, os pesquisadores estimam que esse monumento, localizado em Israel, que permaneceu oculto por séculos, teria sido construído entre 3050 a.C. e 2650 a.C., ou seja, há mais de 5 mil anos.

Pitterson acrescentou:

“Assim, desde o início, isso foi um deus vindo para um reino terrestre e concebendo um filho com uma mulher humana da mesma forma que em Gênesis 6. A Atlântida é descrita como tendo todos os tipos de grandes minerais — ouro, minerais preciosos — e em um relato bíblico, em Gênesis 2, nos dizem que os rios que saíam do Jardim do Éden englobavam toda a linha de Ávila.”

Imagem aérea de Galgal Refa’im.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...