Português   English   Español

Petista cospe em repórter da Folha vestindo blusa de Bolsonaro

Petista cospe em repórter da Folha vestindo blusa de Bolsonaro

Uma repórter da Folha de S. Paulo foi às ruas com roupas com mensagens de apoio e de repúdio a Jair Bolsonaro (PSL) para analisar a reação da população.

Na sexta-feira (19), durante quatro horas, dois repórteres circularam pelo centro financeiro da cidade de São Paulo vestindo roupas com estampa do rosto do candidato e outra com o dizer “Ele Não”, da oposição ao candidato do PSL.

As demonstrações mais veementes, tanto de apoio como de repulsa, aconteceram enquanto a repórter estava com a camiseta amarela com o rosto de Jair Bolsonaro (PSL).

Um casal, o homem negro e a mulher branca, foi o primeiro a se manifestar. Ele fez um sinal de positivo e disse: “Esse sim”.

Logo em seguida, três adolescentes passaram e timidamente, quase resmungando, soltaram um “ele não”.

Já uma mulher, apressada, mandou a repórter estudar história: “Nossa senhora, Bolsonaro? Volta pra escola, vai estudar história. Pelo amor de Deus”.

Enquanto a repórter estava parada em frente ao prédio da TV Gazeta, um homem de por volta de 30 anos parou por um segundo e deu uma sonora cusparada no pé dela.

Com a camiseta do “Ele Não” as reações positivas foram mais tímidas. Um rapaz chegou a parar para fotografar a repórter; ele usava boné também com o dizer “Ele Não”.

Destruindo a narrativa propagada pelo PT de que os apoiadores de Bolsonaro são violentos, em nenhum momento houve insinuação sexista ou demonstração de ódio nos comentários. Todas as aproximações foram para defender ou condenar o candidato.

 

Adaptado da fonte Folha

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...