Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Petróleo da Venezuela lota navios por falta de comprador

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Petróleo da Venezuela lota navios por falta de comprador

Maduro está ficando sem espaço para armazenar o petróleo. Poucos países do mundo ousam comprar o produto da Venezuela por causa das sanções impostas pelos Estados Unidos.

A estatal PDVSA se viu forçada a reduzir a produção em um momento no qual a demanda pelo petróleo sulfuroso e pesado – abundante no país – aumentou, diz a revista Fortune.

Cargueiros com 8,36 milhões de barris de petróleo venezuelano, cujo preço estimado é de US$ 500 milhões, estão ancorados na costa do país.

Enquanto isso, a ditadura de Nicolás Maduro busca compradores depois que as sanções do governo dos Estados Unidos entraram em vigor, no mês de janeiro.

Ao todos, 16 navios que pertencem à PDVSA, à Chevron e à russa Rosneft, estão repletos de petróleo nos portos do país.

Sem espaço para processar os barris que chegam sem compradores, refinarias também reduziram o fluxo de produção nas últimas semanas.

A alternativa encontrada foi armazenar o petróleo em navios em alto mar, algo feito pelo regime islâmico do Irã durante as sanções dos EUA contra seu programa nuclear, segundo a Gazeta do Povo.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email