Português   English   Español

Pezão queria dar um abraço em Cabral

Cerca de um mês atrás, o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, confessou que gostaria de “dar um abraço” no ex-governador Sérgio Cabral.

Em entrevista ao jornal Estadão, no dia 30 de outubro, Pezão revelou que tinha vontade de visitar seu companheiro político que cumpre pena por condenações da Lava Jato.

Durante a conversa, o governador do Rio admitiu que seu antecessor teve “falhas” e não nega que ele tenha cometido crimes, mas se recusou a atribuir a crise do Estado ao saque dos cofres públicos pela quadrilha de Sérgio Cabral.

Quase um mês depois, a operação Lava Jato prendeu Luiz Fernando Pezão por ser, ele próprio, o responsável por um novo esquema de corrupção generalizada no Rio de Janeiro, conforme noticiou a Renova Mídia.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter