Português   English   Español

PF abrirá inquérito policial sobre incidente em voo com Lewandowski

A Polícia Federal vai abrir inquérito policial sobre a discussão envolvendo o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, em um voo que ia de São Paulo para Brasília nesta terça-feira (4).

Após ouvir do advogado Cristiano Caiado de Acioli, de 39 anos, que o STF é uma ‘vergonha’, o ministro questionou se ele queria ser preso e pediu aos comissários da aeronave que chamassem agentes da Polícia Federal.

A conversa foi gravada e divulgada nas redes sociais. Assista AQUI.

O advogado foi conduzido à Superintendência Regional do Distrito Federal, onde prestou depoimento, tendo sido liberado em seguida, registra o Estadão.

Em seu depoimento na superintendência da PF, Acioli alegou que não teve a intenção de ofender o ministro ou o Supremo, mas de expressar sua opinião pessoal.

Por outro lado, Ricardo Lewandowski, afirmou, por meio de sua assessoria, que ao presenciar ato de injúria contra o STF, o ministro sentiu-se no dever funcional de proteger instituição, acionando a autoridade policial, informa o JOTA.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter