PF analisa estender segurança a familiares de Jair Bolsonaro

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Os filhos do candidato à Presidência, Jair Bolsonaro (PSL), Eduardo e Flávio, afirmaram nesta segunda-feira (10) que a Polícia Federal analisará se há necessidade de estender a segurança à família do presidenciável.

Após o ataque a faca sofrido pelo presidenciável na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, a Polícia Federal ampliou a segurança de 21 para 25 agentes por candidato.

O pedido da análise será feito por meio de ofício do PSL à Polícia Federal. Segundo os filhos de Jair Bolsonaro, o partido deve protocolar o documento junto à corporação ainda nesta segunda-feira (10).

No fim de semana, eles manifestaram o desejo de que a mulher de Bolsonaro, Michelle, e a filha de sete anos do presidenciável também sejam protegidas.

Flávio e Eduardo deram as declarações logo após se reunirem, em Brasília, com o diretor-geral da PF, Rogério Galloro.

Eduardo Bolsonaro declarou:

Enquanto as investigações não chegam a uma conclusão ou alguma coisa mais transparente, é óbvio que a tendência é reforçar a segurança porque é uma situação totalmente atípica.

E acrescentou:

Não se sabe se é uma articulação, um envolvimento político, se é um lobo solitário, se é um louco. Enquanto não tivermos esclarecimentos quanto a isso, somos todos alvos.

 

Adaptado da fonte UOL
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações