PF aponta mais de R$ 7 milhões em propina a Fernando Bezerra e filho

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

STF negou o sequestro de bens pedido pela PF, mas autorizou o interrogatório de ambos, simultaneamente.

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso, detalhou o esquema de propinas envolvendo o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), e seu filho Fernando Bezerra Coelho Filho (DEM-PE), que é deputado federal.

A Polícia Federal (PF) apontou a existência de diversos elementos de prova que indicam o recebimento, entre 2012 e 2014, de vantagens indevidas pelos investigados, pagas por empreiteiras, em razão das funções exercidas por eles.

Bezerra Coelho, o pai, foi ministro da Integração Nacional no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e, atualmente, ocupado o posto de líder do Governo no Senado.

Na decisão que autorizou as buscas, Barroso faz menção aos valores em propina que ambos teriam recebido: R$ 5,5 milhões para o senador do MDB e R$ 1,7 milhão para o filho, informa O Antagonista.

O ministro do STF negou o sequestro de bens pedido pela PF, mas autorizou o interrogatório de ambos, simultaneamente.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.