Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PF apura fraude em compra de 590 camas hospitalares no TO

Tarciso Morais

Tarciso Morais

PF nas ruas em operação contra pornografia infantil
COMPARTILHE

PF indicou que os investigados poderão responder pelos crimes de fraude a licitação e peculato.

A Polícia Federal (PF), o Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria Geral da União (CGU) deflagraram, nesta sexta-feira (18), a operação “Cama de Tut“.

O objetivo da ação é apurar supostas irregularidades de fraude na de aquisição de 590 camas hospitalares pelo governo do Tocantins.

Os órgãos de controle calculam possível superfaturamento de R$ 7.458.815,40 na licitação sob investigação.

Cerca de 30 agentes cumprem seis mandados de busca e apreensão na capital de Tocantins, Palmas, e São Paulo.

As ordens foram expedidas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), destaca o portal UOL.

De acordo com a PF, a ofensiva busca obter novas provas, verificar a efetiva entrega dos bens adquiridos e apurar suposto pagamento de vantagens indevidas.

A corporação indicou que os investigados poderão responder pelos crimes de fraude a licitação e peculato, cujas penas somadas podem chegar a 16 anos de reclusão.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram