- PUBLICIDADE -

PF apura se atentado a Bolsonaro teve “mandante” ou “incentivador”

Foto: REUTERS/Ricardo Moraes

- PUBLICIDADE -

A Polícia Federal (PF) descobriu que Adélio Bispo de Oliveira, autor do atentado contra Jair Bolsonaro, frequentava uma lan house em Juiz de Fora — apesar de ter computador e quatro telefones celulares.

As informações foram publicadas com exclusividade pelo jornalista Rodrigo Rangel, na revista Crusoé.

Os investigadores apuram agora se o atentado contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) teve um “mandante” ou um “incentivador”.

A Polícia Federal está considerando seriamente a hipótese de haver um mentor por trás da decisão de Adélio Bispo de Oliveira de tentar matar o candidato do PSL à Presidência da República.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -