Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

PF conclui que incêndio no Museu Nacional não foi criminoso

Tarciso Morais

Tarciso Morais

BNDES libera R$ 3.3 milhões para a reconstrução do Museu Nacional
COMPARTILHE

Ocorrido em 2 de setembro de 2018, o incêndio no Museu Nacional é um capítulo doloroso da história brasileira.

A Polícia Federal (PF) encerrou, nesta segunda-feira (6), a investigação que apurava as causas do incêndio no Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Os investigadores descartaram a hipótese de que o incêndio tenha sido criminoso, ou seja, provocado de forma proposital.

O inquérito concluiu que o fogo teve início em um aparelho de ar condicionado no Auditório Roquette Pinto, no primeiro andar, bem próximo à entrada principal do museu. 

A investigação da PF também concluiu que não houve omissão dos gestores e ainda revelou que o Corpo de Bombeiros iniciou uma fiscalização no prédio do museu, mas a vistoria não foi concluída.

O oficial responsável pela irregularidade já foi punido administrativamente pela corporação, segundo informações da PF divulgadas pela rádio Jovem Pan.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.