Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PF conclui que Temer recebeu propinas da empreiteira Odebrecht

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Michel Temer
Foto: PAULO LOPES/FUTURA PRESS
COMPARTILHE

Polícia Federal diz ter indícios de corrupção envolvendo o presidente do Brasil, Michel Temer, no caso dos R$ 10 milhões da Odebrecht.

Relatório final da investigação foi encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (5) e também indica a prática dos mesmos crimes pelos ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, Moreira Franco, de Minas e Energia

No relatório final do inquérito aberto para apurar propinas da ordem de R$ 14 milhões da Odebrecht para a cúpula do MDB, a Polícia Federal concluiu pela existência de indícios de que o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, de Minas e Energia, cometeram os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O documento foi encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira, 5. Outro citado é candidato ao governo de São Paulo Pelo MDB, Paulo Skaf. No caso do candidato, a PF aponta para indício da prática de caixa 2.

Adaptado da fonte Estadão
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram