- PUBLICIDADE -

PF desarticula esquema irregular no curso de medicina na UFMG

Polícia Federal faz busca e apreensão em sede do Pros
- PUBLICIDADE -

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta segunda-feira (14), a operação policial “Hipócrates”. 

O objetivo é combater uma associação criminosa que supostamente oferecia e vendia vagas na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). 

Há indícios de provável atuação em faculdades de medicina de outros estados do Brasil, destaca o site Metrópoles.

A investigação durou mais de um ano e concluiu que os estelionatários usaram documentos falsificados, com o timbre e assinaturas falsas de servidores da Faculdade de Medicina da UFMG. 

Os envolvidos faziam as reuniões e entregas de tais documentos dentro do campus da universidade com o intuito de passar credibilidade às negociações.

Os investigados responderão pelos crimes de estelionato, falsificação de documento, uso de documento falso e associação criminosa, podendo cumprir até 20 anos de prisão, se condenados, informa o portal G1.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -