PF desvenda escândalo de R$ 1,6 bilhão em desvio de merenda

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Esquema fraudulento envolveria quase cem pessoas, entre prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e agentes públicos e privados, suspeitos de fraudar 65 contratos.


A operação Prato Feito foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (9).

A Polícia Federal tem como alvo cinco grupos suspeitos de desviar recursos da União destinados à educação em municípios de São Paulo, Paraná, Bahia, além do Distrito Federal.

De acordo com informações da Gazeta do Povo:

O esquema envolveria 85 pessoas: prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e agentes públicos e privados, suspeitos de fraudar 65 contratos, que somam mais de R$ 1,6 bilhão, segundo a Controladoria Geral da União.

Nesta manhã são cumpridos 154 mandados de busca e apreensão, além de afastamentos preventivos de agentes públicos e suspensão de contratação pública com 29 empresas e seus sócios.

A investigação foi iniciada em 2015, com base em informações sobre possíveis fraudes em licitações de merenda escolar em municípios paulistas apontadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União).

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...