PF desvenda escândalo de R$ 1,6 bilhão em desvio de merenda

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Esquema fraudulento envolveria quase cem pessoas, entre prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e agentes públicos e privados, suspeitos de fraudar 65 contratos.

A operação Prato Feito foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (9).

A Polícia Federal tem como alvo cinco grupos suspeitos de desviar recursos da União destinados à educação em municípios de São Paulo, Paraná, Bahia, além do Distrito Federal.

De acordo com informações da Gazeta do Povo:

O esquema envolveria 85 pessoas: prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e agentes públicos e privados, suspeitos de fraudar 65 contratos, que somam mais de R$ 1,6 bilhão, segundo a Controladoria Geral da União.

Nesta manhã são cumpridos 154 mandados de busca e apreensão, além de afastamentos preventivos de agentes públicos e suspensão de contratação pública com 29 empresas e seus sócios.

A investigação foi iniciada em 2015, com base em informações sobre possíveis fraudes em licitações de merenda escolar em municípios paulistas apontadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União).

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...