Português   English   Español

PF diz que advogado quis humilhar função de Lewandoswki

PF diz que advogado quis humilhar função de Lewandoswki
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Polícia Federal chegou a conclusão que o advogado Cristiano Caiado Acioli quis “humilhar, menosprezar, desrespeitar e menoscabar” a função do ministro Ricardo Lewandowski, do STF, ao questioná-lo durante um voo para Brasília.


Em dezembro de 2018, Cristiano Caiado Acioli chamou o ministro Ricardo Lewandowski e, gravando a cena em um celular, disse que o Supremo é “uma vergonha”.

Lewandowski perguntou então se ele queria ser preso. Ao sair do avião, o advogado foi detido.

Para a PF, a atitude de Acioli poderia ainda ter causado “risco aos demais passageiros, ante eventual acirramento de ânimos”. As conclusões foram encaminhadas à Justiça, informa a Folha.

O advogado sustenta que apenas exercia a sua “liberdade constitucional” de externar críticas.

Acioli chegou a apresentar uma notícia-crime contra Lewandowski no STF —que foi arquivada nesta semana pela ministra Rosa Weber, relatora do caso.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on reddit
Share on linkedin
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...