- PUBLICIDADE -

PF encontra extratos bancários que podem chacoalhar ‘caso Bolsonaro’

- PUBLICIDADE -

Com a apreensão, a PF deverá pedir a quebra de sigilo bancário das contas de Adélio. O objetivo da nova frente de investigação é descobrir de onde vinha o dinheiro que abastecia as contas do esfaqueador de Bolsonaro.

A Policia Federal pretende abrir uma nova frente de investigação sobre as circunstâncias em que ocorreu o atentado contra o candidato a presidente da República Jair Bolsonaro, que foi esfaqueado quinta-feira (6), durante um ato de campanha, em Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais.

A nova linha de investigação tem como subsídios a localização pela PF de cartão de crédito internacional e extratos de contas bancárias de Adelio Bispo de Oliveira, de 40 anos, autor confesso do atentado contra o presidenciável do PSL.

O esfaqueador está preso preventivamente em um presídio federal no Mato Grosso do Sul.

No quarto de uma pensão em Juiz de Fora, a PF encontrou um cartão de crédito internacional do Banco Itaú e dois cartões da Caixa Econômica Federal, sendo um de conta corrente e de outro de conta-poupança.

Também foram recolhidos extratos dos dois bancos em nome de Adelio e apreendido um recibo no valor de R$ 430,00 em nome dele.

Com a apreensão, a PF deverá pedir a quebra de sigilo bancário das contas de Adelio. O objetivo da nova frente de investigação é descobrir de onde vinha o dinheiro que abastecia as contas e manter o cartão de crédito internacional do agressor de Jair Bolsonaro.

 

Adaptado da fonte EM
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -