PF filma compra de silêncio de assessor do senador Ciro Nogueira (PP)

A Operação Lava Jato acompanhou e registrou em vídeo, em fevereiro, duas entregas de dinheiro a José Expedito Rodrigues Almeida, ex-assessor do senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente do Progressistas.

A gravação foi uma “ação controlada” da Polícia Federal, isto é, uma operação planejada com o auxílio do próprio Almeida, que procurou a PF para denunciar um esquema de captação de propina de políticos do PP, entre os quais Nogueira e o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE).

De acordo com informações do G1:

O advogado de Ciro Nogueira, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, afirmou que não há “qualquer indício de envolvimento do senador com qualquer ilícito” (leia a íntegra da manifestação do advogado ao final desta reportagem).

Em nota, o deputado Eduardo da Fonte disse que está “à disposição da Justiça para que os fatos sejam esclarecidos rapidamente”.

As informações sobre as gravações estão detalhadas no material da investigação, ao qual a TV Globo teve acesso.

Segundo Expedito Almeida, o dinheiro – R$ 5 mil na primeira entrega, em 26 de fevereiro, e R$ 1 mil na segunda, em 28 de fevereiro – destinava-se à compra do silêncio dele.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *