PF indicia ex-secretário de Alckmin e mais 11 por desvios em obras do Rodoanel

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Polícia Federal viu indícios dos crimes de fraude em licitação, associação criminosa e falsidade ideológica em obras no trecho norte do Rodoanel.

A PF em São Paulo indiciou 12 pessoas por envolvimento no suposto esquema de desvio de dinheiro das obras do trecho norte do Rodoanel.

Entre os indiciados está Laurence Casagrande Lourenço, ex-secretário de Geraldo Alckmin preso pela Operação Pedra no Caminho e ex-presidente da Dersa, empresa de infraestrutura viária do estado de São Paulo.

Em 21 de junho, a PF deflagrou operação que chegou a prender 14 pessoas suspeitas de participação no esquema.

Em fevereiro do ano passado, o TCU já apurava indícios de irregularidades no trecho norte do Rodoanel.

A PF considera que os indiciados praticaram os crimes de fraude em licitação, associação criminosa e falsidade ideológica.

 

Com informações do G1

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque