- PUBLICIDADE -

PF indicia Andrea Neves por obstrução da Justiça

Celular de irmã de Aécio enviado aos EUA para análise dos dados

- PUBLICIDADE -

Ainda caberá ao MP definir se abre ou não denúncia contra os indiciados na operação “Escobar”.

Andrea Neves, irmã do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG), foi indiciada, nesta quarta-feira (10), por crimes como corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de Justiça.

A ação acontece após a Polícia Federal (PF) concluir o inquérito da operação “Escobar“.

Além de Andrea, dois escrivães da corporação, dois advogados e um empresário foram indiciados.

Ainda caberá ao Ministério Público definir se abre ou não denúncia contra os indiciados.

Caso eles sejam denunciados, a Justiça deverá decidir se aceita ou não a denúncia e os torna réus. Apenas depois destes trâmites que eles poderão ser julgados.

As provas contra os servidores da PF foram encaminhadas à Corregedoria Regional da corporação em Minas.

Segundo o inquérito da PF, Andrea recebia documentos da corporação obtidos pelo advogado Carlos Alberto Arges. Os vazamentos ocorriam através dos escrivães Márcio Antônio Marra e Paulo Bessa.

De posse dessas informações sigilosas, Andrea e Lourenço se beneficiavam, impedindo ou embaraçando investigações relacionadas a organizações criminosas em que estavam envolvidos ou nas quais tinham interesse direto, ainda de acordo¹ com o inquérito da PF.

Referências: [1]

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -