PF abre inquérito contra extremistas que invadiram triplex

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.
Capa: Paulo Whitaker/Reuters

Extremistas do MTST e Frente Povo Sem Medo arrombaram portão de condomínio e a porta do triplex de Lula no Guarujá. Moradores e segurança do prédio já foram ouvidos.

A Polícia Federal vai utilizar fotos e vídeos para identificar os militantes que invadiram o Condomínio Solaris e o apartamento de cobertura triplex do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Guarujá, no litoral de São Paulo. Houve arrombamento de portas e moradores foram hostilizados, segundo apuração prévia do órgão.

Segundo informações do G1:

A delegada da Polícia Federal Luciana Fuschini abriu inquérito no mesmo dia por “esbulho possessório”, quando há uma invasão violenta feita por um grupo a um bem. O caso é atribuição do órgão, pois o triplex foi confiscado pela Justiça durante as investigações da Operação Lava Jato, que condenou Lula, e vai a leilão.

Luciana ouviu cinco moradores e o segurança do edifício. Segundo apuração da delegada, conforme informações da perícia e dos policiais que atenderam o caso, houve invasão uma vez que os manifestantes arrombaram o portão da garagem e, em seguida, a porta do apartamento que ficou ocupado durante a manhã.

Constatou-se, também, que houve tumulto e baderna, e que os condôminos foram hostilizados e ridicularizados pelos manifestantes. Foram recolhidas imagens e áudios gravados pelos próprios moradores, além de vídeos das câmeras de monitoramento do condomínio, que flagraram a movimentação do grupo durante a ocupação.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque