Português   English   Español
Português   English   Español

PF investiga youtuber que pediu assassinato de Bolsonaro

Youtuber será investigado por ameaça a Bolsonaro e família
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Youtuber ligado ao PDT pode ser enquadrado na lei de segurança nacional por ameaçar o presidente Bolsonaro.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pediu, nesta terça-feira (6), à Polícia Federal (PF) a abertura de inquérito contra o youtuber conhecido como Vina Guerrero.

A PF deve apurar a prática de crimes de ameaça, incitação à violência e contra a honra do presidente da República, Jair Bolsonaro. Moro pediu ainda que a polícia verifique se há possibilidade de enquadrar as condutas do youtuber na Lei de Segurança Nacional.

Moro pediu ainda que a polícia verifique se há possibilidade de enquadrar as condutas do youtuber na Lei de Segurança Nacional, informa a agência EBC.

Em vídeo de 12 minutos, que foi publicado no dia 30 de julho, Vina Guerrero, que é presidente do Movimento Comunitário Trabalhista do PDT de São Paulo, disse que o presidente e os demais políticos da sua família devem ser assassinados.

“Não tem mais condição de aceitar um bosta como Bolsonaro no poder. Esse cara tem que ser assassinado, ele e família, menos a filha que não é política, [mas sim] os políticos da família Bolsonaro pra resumir, os quatro… os três filho bosta [sic] e o próprio pai”, declarou o militante.

“Foda-se, me prende… você tem que morrer Bolsonaro, você é um câncer na sociedade”, acrescentou ele.

Confira o vídeo completo abaixo. As ameaças ao presidente da República começam a ser proferidas a partir dos 10m50s.

Segue a íntegra da nota do Ministério da Justiça e Segurança Pública:

“O Ministério da Justiça e Segurança Pública requisitou à Polícia Federal, em 06/08/2019, a abertura de inquérito policial para a apuração de graves crimes de ameaça, incitação à violência e contra a honra praticados contra o Sr. Presidente da República, Jair Bolsonaro, por pessoa identificada como ‘Vina Guerrero’, e que foram efetuados por meio de vídeo divulgado no Youtube. Foi ainda solicitada, em vista da gravidade das ameaças e da incitação à violência, a verificação de eventual enquadramento das condutas na Lei de Segurança Nacional.”

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!